07 de junho de 2018

Após aula prática, aluno do Colégio Objetivo constrói mini foguete hidráulico com os pais

Experimentos e atividades práticas são grandes aliados do processo de aprendizado, levando a descobertas que complementam o conteúdo debatido em sala de aula. A partir de uma atividade prática proposta na aula de Ciências para o 5º ano do Ensino Fundamental, um dos alunos do Colégio Objetivo decidiu ir além e construir um minifoguete hidráulico em casa.

A atividade, aplicada pelo professor Josivan Melo em uma aula de Ciências sobre o sistema solar, tinha como objetivo fazer com que os alunos escolhessem um tema relacionado à astronomia para pesquisar sobre. “Os alunos aprenderam que a curiosidade e o interesse pelos corpos celestes que levaram os antigos estudiosos a descobrirem a respeito do sistema solar. Foram levados a investigar como e por que isso aconteceu. Cada um escolheu um tema relacionado para pesquisar e formar uma maquete”, explica o professor.

O resultado foi uma exposição repleta de maquetes de foguetes, réplicas do sistema solar, ônibus espaciais, satélites e até extraterrestres. “A imaginação ficou livre e o desempenho da turma foi excelente. Um aluno chegou a realizar o lançamento de um minifoguete”, relata Josivan. Para mostrar o resultado produtivo da atividade, as maquetes produzidas foram expostas no pátio da escola. Confira o álbum de fotos.

O aluno mencionado pelo professor é Enrico Martussi. O pai de enrico, Gilson Martussi, conta que o filho estava à procura de ideias para o trabalho, até que decidiu falar sobre foguetes. Enrico encontrou um vídeo do foguete hidráulico e decidiu que era o que queria montar. Recolheu os materiais, desenhou e montou junto com a mãe, Daniella, e recebeu auxílio do pai para realizar o lançamento, que foi registrado em vídeo.

Gilson afirma que as atividades práticas são bem aceitas pelo filho. “O Enrico adora as atividades escolares. Acho ótima a aplicação desse tipo de atividade pelo professor, porque desperta a criatividade e a curiosidade dos alunos a respeito do conteúdo. Eles veem na prática o que está sendo passado em sala de aula”, afirma o pai.

Outros estudantes do 5º ano confirmam que a prática torna o estudo mais interessante. Como Pedro Lucas, que montou a maquete de um ônibus espacial. “Escolhi o ônibus espacial. Descobri que eles levam satélites para o espaço e, quando voltam, pousam igual um avião. Eu gosto bastante de Astronomia e Ciências, acho que no futuro eu posso ser um astronauta”, afirma animado.

Laura Ramires, que também participou da atividade, conta que a tarefa e o incentivo do professor fazem com que busquem aprender além do horário de aula. “Eu escolhi estudar os astronautas e a Via Láctea, porque foram os que eu mais gostei. O professor indicou alguns filmes, pesquisei na internet e na apostila. Eu fiz um astronauta. É muito legal estudar com atividades iguais a essa”, conta.

Assessoria de Comunicação

Compartilhe